Time 1
Identificação Correta

Identificar corretamente cada paciente atendido é o primeiro passo para uma assistência segura. Durante a sua permanência no hospital, o uso da pulseira de identificação é obrigatório.

Antes do profissional de saúde realizar qualquer procedimento ou ministrar medicações a você, ele deve conferir seu nome completo e data de nascimento indicados na sua pulseira.

Time 2
Comunicação Efetiva

A comunicação entre os profissionais do hospital e deles com os pacientes, seja verbal, escrita ou eletrônica, deve ser completa e clara.

Sempre repasse informações sobre o seu histórico de saúde como cirurgias anteriores e uso de medicação contínua. Se tiver qualquer dúvida durante o atendimento, não hesite em perguntar!

Time 3
Uso Seguro dos Medicamentos e Hemocomponentes

Preste atenção ao receber medicamentos ou realizar transfusão de sangue! É dever do profissional que está fazendo seu atendimento checar seus dados pessoais.

Além disso, você deve receber todas as informações sobre o tipo de medicamento que está sendo ministrado. No caso da transfusão, é importante que o profissional certifique que você é compatível com o hemocomponente que você vai receber.

Hemocomponentes são os componentes do sangue (glóbulos vermelhos, plaquetas, fatores da coagulação, plasma fresco congelado ou glóbulos brancos).

Time 4
Cirurgia Segura

A realização de uma cirurgia exige vários cuidados e você pode colaborar para o sucesso do seu procedimento. Faça a marcação do local de intervenção cirúrgica que deve ser sempre confirmado pelo cirurgião.

Fique tranquilo, a equipe médica segue um check-list para garantir que nenhuma etapa do procedimento cirúrgico passe despercebida. Colabore falando seus dados todas as vezes que for solicitado!

Time 5
Prevenção de Infecções

A prevenção e o controle de infecções são extremamente importantes no ambiente hospitalar.

Por isso, no Hospital Santa Cruz, temos um programa de higienização das mãos baseado em evidências da Organização Mundial da Saúde (OMS), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e de várias outras instituições de segurança do paciente.

Todos os nossos profissionais devem seguir os 5 momentos para higienização das mãos:

1. Antes de contato com o paciente;
2. Antes da realização de procedimentos assépticos;
3. Após exposição a fluídos corporais;
4. Após contato com o paciente;
5. Após contato com áreas próximas do paciente.

Time 6
Previsão de Quedas e Lesões de Pele

Todo paciente internado tem risco dobrado de sofrer uma queda, seja devido ao efeito de medicamentos ou por sua saúde estar fragilizada. Porém, várias medidas podem diminuir esse risco:

• Manter as grades da cama elevadas;

• Não se levantar da cama sem o auxílio da equipe de saúde;

• Pacientes que estão acomodados e se movimentam pouco, podem desenvolver lesões de pele e com isso aumentar o tempo de hospitalização. Manter a pele hidratada e movimentá-lo a cada duas horas pode prevenir lesões.