Especialidades

Cirurgia do Aparelho Digestivo

Segundo a Organização Mundial da Saúde, a obesidade é um dos maiores problemas de saúde da atualidade, atingindo quase um terço da população mundial. Dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística IBGE, em agosto de 2010, também são alarmantes, pois apontam que quase metade dos adultos brasileiros está acima do peso e outros 14,8% já apresentam obesidade.

De forma simplificada, a obesidade acontece quando uma pessoa consome mais calorias do que queima. Esse desequilíbrio entre as calorias ingeridas e queimadas acontece por diversos motivos, como hereditariedade, deficiências hormonais, distúrbios metabólicos, medicamentos, problemas emocionais, hábitos alimentares inadequados e vida sedentária. A obesidade é definida como sendo um excesso do acúmulo de gordura no corpo. Quando este acúmulo alcança grandes proporções, passa a ser chamado de obesidade mórbida, ou obesidade de grau 3.

Para quantificar a obesidade atualmente a maneira mais utilizada pelos profissionais da saúde*, e indicada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) é o cálculo do Índice de Massa Corporal, ou simplesmente IMC, que é obtido dividindo-se o peso (em quilos) pela altura elevada ao quadrado. (em metros).

Longe de ser apenas uma questão estética, a obesidade é uma doença grave e que geralmente está acompanhada das chamadas comorbidades ou comorbidezes (doenças que dificultam e muitas vezes encurtam a vida do obeso), entre elas as mais comuns são: hipertensão arterial, diabetes tipo 2, dislipidemia, doenças articulares, apnéia do sono, além de depressão e isolamento social.

Como é uma doença crônica não tem cura, mas é possível controlá-la e por isso tem tratamento sim, que podem ser divididos em dois tipos. Tratamentos Clínicos e Tratamentos Cirúrgicos, e que são indicados após diagnóstico e classificação da obesidade, em conjunto com as comorbidades.

Nos últimos anos, muito se tem estudado em busca de tratamentos mais duradouros e até definitivos contra o avanço da obesidade. Todavia, a única resposta unanime é que o paciente obeso necessita mudar seus hábitos de vida, alimentando-se de forma equilibrada e saudável e abandonando a vida sedentária.

Nos casos de obesidade mórbida, as preocupações se redobram, pois de acordo com a Organização Mundial de Saúde, a obesidade é a segunda maior causa de morte no mundo e o grau de obesidade é diretamente proporcional à taxa de mortalidade, uma vez que, quanto maior o acúmulo de gordura corporal, maior é a probabilidade de desenvolvimento de doenças. Isso significa que pessoas com sobrepeso apresentam grandes chances de ficarem doentes e um risco de morte três vezes maior do que pessoas com peso normal.

Para esses casos, o tratamento cirúrgico é um método que promove uma acentuada e duradoura perda de peso, reduzindo as taxas de mortalidade e resolvendo, ou pelo menos minimizando, uma série de doenças associadas à obesidade grave.

Além dos casos de obesidade mórbida, há indicação cirúrgica também para os pacientes que já usaram de várias tentativas para perda de peso, com orientação médica, sem obter sucesso duradouro e que apresentem IMC entre 35 e 40 Kg/m², com comorbidades, ou seja, que tenham doença relacionada à obesidade (ex. Hipertensão Arterial, Diabetes, Doenças Ortopédicas), e que se reduzirão com a perda de peso, também são candidatos a cirurgia.

Cirurgia Bariátrica no Hospital Santa Cruz

Por ser uma doença grave o tratamento da obesidade é complexo e deve levar em conta a saúde geral do paciente. Para tanto se faz necessário a participação de vários profissionais da área da saúde que juntos avaliarão e indicarão a conduta mais indicada.

O Hospital Santa Cruz conta uma estrutura completa para atender e tratar pacientes que necessitam da cirurgia da obesidade. O serviço especializado na Cirurgia Bariátrica, desenvolvido por uma equipe multiprofissional (cirurgiões, endocrinologistas, nutricionistas, cardiologistas, psicólogos e fisioterapeutas), garante excelentíssimos resultados, com todos os cuidados que esse tipo de tratamento exige.

Para obter mais informações ou agendar sua consulta, entre em contato com o ambulatório de Cirurgia Bariátrica: nas terças-feiras, das 13h às 17h ou quintas-feiras, das 13h às 19h pelos telefones  (41) 3312-3000.