Especialidades

Neurologia Clínica

A dor é um dos problemas mais sérios apresentados pelos pacientes hospitalizados e seu controle é uma das tarefas mais importantes no pós-operatório e na assistência à saúde. Ciente disso, o Santa Cruz oferece a seus clientes o Serviço de Tratamento da Dor, que é composto por médicos anestesiologistas e por um enfermeiro, os quais se preocupam com a dor que o paciente poderá sentir durante o período em que estiver hospitalizado. Para tratá-la, a equipe acompanha o paciente, cuidando, administrando e prescrevendo analgésicos adequados para que a dor seja a mínima possível. Este Serviço surgiu no Santa Cruz em 1996 devido à necessidade de um atendimento de melhor qualidade e mais humanizado.

O paciente que não sente dor terá:

  • Menos complicações respiratórias (pneumonia, atelectasias);
  • Menos complicações cardio-circulatórias (hipertensão, taquicardia, trombose);
  • Maior capacidade de caminhar e se movimentar;
  • Diminuição ou prevenção do desconforto;
  • Melhor processo de recuperação e, consequentemente, alta precoce.

Por que os médicos anestesiologistas e uma enfermeira exclusiva estão envolvidos nesse serviço?

Porque eles estão capacitados para manusear os analgésicos fortes necessários para o tratamento da dor.

Qual a importância do tratamento da dor?

O primeiro ponto é que é inadmissível que um paciente internado tenha dor intensa. Com o tratamento, o paciente que sente menos dor poderá respirar melhor, levantar do leito mais cedo e ter menos complicações. Além disto, terá uma recuperação muito mais rápida, com melhor qualidade e menos sofrimento.

Quais tipos de cirurgias tem indicação para tratamento da dor?

  • Cirurgias ginecológicas (histerectomia, laparotomia);
  • Cirurgias ortopédicas (ligamento de joelho, joanete bilateral, cirurgias complexas da coluna, cirurgias do quadril);
  • Cirurgias do tórax (toracotomia, cirurgia cardíaca);
  • Cirurgia do abdômen (estômago e intestino) que não sejam laparoscópicas;
  • Cirurgias urológicas (prostatectomias radicais, nefrectomia);
  • Outras cirurgias de acordo com a necessidade e sensibilidade do paciente à dor.

Como a dor é tratada no Hospital Santa Cruz?

Com o uso de analgésicos potentes por via intravenosa ou cateter de peridural. Esses analgésicos geralmente são administrados via bomba de PCA.

O que é Bomba de PCA?

Sigla que significa Patient Controlled Analgesia. É uma bomba de infusão de analgésicos controlada por um microcomputador que o paciente aciona quando sente dor. Este mecanismo permite que o próprio paciente administre pequenas quantidades do medicamento. Em resumo, é uma analgesia controlada pelo paciente.

Não há risco de superdosagem de medicamento com o uso da PCA?

Não. O sistema é programado pela equipe do Serviço de Tratamento de Dor para evitar que doses em excesso sejam administradas. Todas as orientações sobre seu uso são fornecidas durante as visitas realizadas pela equipe aos pacientes.

Vou fazer uma cirurgia, posso utilizar a PCA?

Converse com o médico anestesiologista, ele decidirá se o uso da PCA será necessário, dependendo do procedimento a que você será submetido.

Por que utilizar o Serviço de Tratamento de Dor?

Alguns procedimentos cirúrgicos causam dor intensa que só é aliviada com a administração regular de analgésicos fortes. A equipe do Serviço de Tratamento de Dor, preparada para manusear e administrar estes medicamentos, oferece ao paciente maior conforto e satisfação durante o processo de recuperação.

Para obter maiores informações a respeito do nosso serviço, converse com o médico anestesiologista durante a sua consulta pré-anestésica.